terça-feira, 11 de março de 2014

O Avesso, do avesso.

Parafraseando os pensadores, digo que sou então liberdade. 
O esboço de alguma fração que se perdeu no tempo. O descompasso. 

A legitimação do dissonar. Após esmurrar pontas de facas, me apresento: Amador.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

consumidores dos meus fragmentos. <3

Loading...